Acerte na escolha do piso: conheça os principais tipos!

Por:

capa

Resolveu reformar?
A partir de agora, um comprimido para dor de cabeça poderá fazer parte do seu dia a dia.

Reforma exige muita pesquisa.
Não adianta escolher os itens apenas pelo custo ou por sua beleza.
É preciso verificar a funcionalidade, durabilidade e outros detalhes.

Para você que cansou da mesmice do chão de sua casa, esse texto poderá lhe ajudar na escolha do novo piso.

Conheça os principais tipos existentes no mercado.

Vinílico
Possui diversas cores, formatos e sua instalação é rápida e fácil.
De alta durabilidade e resistência, amortece o som de saltos.
Para a limpeza, utilize apenas um pano úmido.

Indicação: Áreas internas, com pouco tráfego.

Piso-Vinílico

Taco
Um chão de tacos gera sensação de aconchego.
Para conservá-lo use vassoura, pano úmido e produtos específicos.
Devido sua instalação possuir três etapas (colocação das peças uma a uma, raspagem e acabamento), seu custo é alto.

Indicação: Áreas internas.

taco

Ardósia
Muito utilizado nos anos oitenta, devido ao seu baixo custo.
Para sua manutenção, utilize detergente específico para limpar e cera para dar brilho.
Um de seus contras é que, quando molhado, torna-se muito escorregadio.

Indicação: Áreas internas e externas.

pisoardosia

Cimento queimado
De fácil aplicação, deve ser colocado sobre uma superfície lisa e nivelada.
Mas se ocorrer algum erro durante esse processo, pode gerar fissuras a longo prazo.
Para maior durabilidade, use resina com base acrílica por cima da massa ainda úmida.

Indicação: Áreas internas e externas.

cimento-queimado-21

Laminado
A aplicação é fácil e rápida, sem acabamento.
Para a limpeza, utilize um pano úmido.
Funciona como isolamento acústico e térmico.
Seu valor é inferior ao carpete de madeira, mas há dois contras; os raios solares podem deformá-lo com o tempo e não é indicado para quem possui animais de estimação.

Indicação: Áreas internas.

lamina

Carpete
Composto por nylon, lã ou poliéster.
É antiderrapante e isolante acústico.
Para a limpeza, utilize pano levemente úmido e aspirador de pó.
Evite derrubar líquidos, pois o excesso poderá ocasionar mofo.
Também não é recomendado para quem possui animais de estimação.

Indicação: Áreas internas.

carp

Porcelanato
Esse tipo de piso é caro, porém resistente e de fácil instalação.
Tem baixa absorção de água, o que evita manchas.
Seu acabamento pode ser liso e brilhante, fosco e irregular, com ou sem esmalte.
Possui diversos tipos de efeitos, da fibra natural ao jeans.

Indicação: Áreas internas e externas.

porcela

Cerâmica
O tipo mais conhecido e usado no país.
Possui diversos tamanhos, preços, texturas e qualidade.
Sua escolha para cada tipo de ambiente é feita de acordo com o PEI (Resistência à abrasão).
Apesar de sua produção estar desacelerada, uma vez que o porcelanato vem ganhando espaço no mercado, a cerâmica é a opção mais barata para revestimento.
Sua resistência é baixa e pode lascar.

Indicação: Áreas internas e externas.

revestimento ceramico portobello

Mármore e granito
As opções de cores são variadas, indo do neutro ao colorido.
São caros, porém elegantes.
Em relação à resistência, quem ganha é o granito, por isso é utilizado em shoppings, aeroportos, etc.
Orienta-se impermeabilizar e não usar produtos abrasivos, para garantir a durabilidade.
Como são pedras, poderão esfriar os ambientes.
O mármore pode manchar com a gordura, por isso não deve ser utilizado na cozinha.

Indicação: Áreas internas e externas (granito). Somente áreas internas (mármore).

piso-121

Após sua decisão, consulte um profissional ou o fabricante do piso para maiores detalhes.

compartilhe

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>